Ministro Carlos Fávaro fortalece parceria Brasil-Coreia do Sul para impulsionar a produção sustentável

Propostas brasileiras para cooperação técnica e avanço tecnológico são apresentadas em reuniões ministeriais em Seul.


Drones e o avanço tecnológico


No primeiro dia da missão do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) na Ásia, o ministro Carlos Fávaro, acompanhado da equipe técnica da pasta, Embrapa, comitiva de parlamentares e representantes do setor, deu início às apresentações das propostas brasileiras para o avanço da produção sustentável na Coreia do Sul nesta segunda-feira (24).

A reunião realizada no Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais da Coreia do Sul (Mafra) foi marcada pela ênfase do ministro coreano, Jeong Hwang-geun, na importância do Brasil como fornecedor de produtos agrícolas para o país asiático. Esse reconhecimento abre portas para estreitar a cooperação técnica entre as nações, com destaque para o campo das fazendas inteligentes, uma proposta apresentada pelo Mapa.

As fazendas inteligentes, que utilizam tecnologias avançadas para garantir uma agricultura de precisão, têm despertado grande interesse na Coreia do Sul. Nesse contexto, o Brasil se coloca como parceiro estratégico, oferecendo expertise em modelos de Integração Floresta - Pasto - Lavoura, uma abordagem que busca a recuperação de pastagens de baixa produtividade. Essa medida não apenas aumenta a eficiência da produção, mas também contribui para a preservação ambiental e a promoção de uma agricultura livre de desmatamento.

Além das questões agrícolas, outros temas cruciais foram debatidos durante a visita ministerial. A abertura de mercado entre os países para produtos agropecuários e a criação de um protocolo internacional regionalizado para enfrentar casos de gripe aviária também estiveram em pauta. Esses diálogos demonstram a disposição de ambas as nações em fortalecer suas relações comerciais e garantir uma produção segura e sustentável.



Veja mais (a reportagem continua): Trigo com boa variação mensal no RS





A Missão do Mapa em solo sul-coreano também teve oportunidade de se reunir no Ministério da Segurança de Alimentos e Medicamentos. Durante esse encontro, o vice-ministro Osang Kwon elogiou a capacidade do Brasil de manter a exportação de produtos agropecuários mesmo durante a pandemia da Covid-19. O ministro Fávaro aproveitou a ocasião para destacar o sistema de Defesa Sanitário brasileiro e a qualidade dos alimentos produzidos no país, ressaltando o compromisso com os mais altos padrões de segurança alimentar.

Essa missão ministerial reflete o comprometimento do Brasil em promover parcerias internacionais sólidas e fomentar o desenvolvimento de práticas sustentáveis no setor agrícola. A busca por soluções tecnológicas avançadas e inovadoras, aliada ao respeito ao meio ambiente, torna o país uma referência para outras nações que compartilham dos mesmos ideais de produção responsável.

Para mais informações, acesse o site do Ministério da Agricultura e Pecuária (www.agro.gov.br) e acompanhe as atualizações sobre a missão na Coreia do Sul, bem como as propostas e iniciativas para impulsionar a produção sustentável no Brasil e no mundo.

A Coreia do Sul é um país rico em agricultura e pecuária. Suas principais culturas incluem arroz, tubérculos, Tubérculos são órgãos subterrâneos das plantas que acumulam nutrientes, como batata e cenouras, essenciais à sua sobrevivência e reprodução. cevada, legumes e frutas. Na pecuária, a produção de carne de frango se destaca, com cerca de 170 milhões de cabeças em 3.000 propriedades rurais, de acordo com o Ministério da Agricultura sul-coreano. Esses setores desempenham um papel fundamental na economia e abastecimento alimentar do país.


Fonte: Mapa

Postar um comentário

0 Comentários