Soja com Flutuações "Negativas"

Plantação de soja / Image by Csaba Nagy from Pixabay


O mercado da soja no Brasil tem sido objeto de atenção nos últimos dias, com oscilações nas cotações que impactam diretamente produtores, traders e investidores. Entre os dias 11 e 9 de agosto de 2023, o Indicador da Soja ESALQ/BM&FBOVESPA - Paranaguá e o Indicador da Soja CEPEA/ESALQ - Paraná apresentaram flutuações, em sua maior partte negativas, que refletem os desafios e oportunidades enfrentados pelo setor agrícola.


Indicador da Soja ESALQ/BM&FBOVESPA - Paranaguá:

No dia 11 de agosto, o Indicador da Soja ESALQ/BM&FBOVESPA - Paranaguá registrou um valor de R$146,50 por saca de 60 kg. Esse valor representou uma variação negativa de 0,18% em relação ao dia anterior, consolidando uma queda de 2,03% ao longo do mês. Convertendo para dólares americanos, o preço da soja alcançou US$29,88.

Anteriormente, em 10 de agosto, as cotações tinham apresentado uma leve recuperação de 0,20%, atingindo R$146,77 por saca. Apesar dessa melhora, as cotações ainda acumulavam uma queda de 1,85% no mês. O valor em dólares naquele dia ficou em US$30,08.

No dia 9 de agosto, o indicador registrou um valor de R$146,47 por saca, apresentando um aumento de 0,16%. No entanto, as cotações ainda acumulavam uma queda de 2,05% no mês. O valor em dólares naquela data foi de US$29,84.


Indicador da Soja CEPEA/ESALQ - Paraná:

No mesmo período, o Indicador da Soja CEPEA/ESALQ - Paraná também apresentou variações significativas. Em 11 de agosto, o indicador registrou um valor de R$138,50 por saca, representando uma variação negativa de 0,23% em relação ao dia anterior. No acumulado do mês, as cotações haviam caído 1,03%. Convertendo para dólares americanos, o preço ficou em US$28,25.

No dia 10 de agosto, as cotações apresentaram uma pequena queda de 0,07%, atingindo R$138,82 por saca. Essa queda foi suficiente para reduzir a queda acumulada no mês para 0,80%. O valor em dólares naquela data foi de US$28,45.






No dia anterior, 9 de agosto, o indicador apresentou uma valorização de 0,54%, chegando a R$138,92 por saca. Apesar dessa recuperação, as cotações ainda acumulavam uma queda de 0,73% no mês. O valor em dólares nesse dia foi de US$28,30.


A soja

A soja, um dos principais produtos agrícolas do mundo, é uma commodity de grande importância econômica e alimentar. Originária da Ásia, essa leguminosa tem conquistado os campos de cultivo em várias partes do globo devido à sua versatilidade e valor nutricional.

Com uma crescente demanda global, a soja desfruta de uma posição de destaque nos mercados internacionais. Seu uso é diversificado, abrangendo desde a produção de alimentos para humanos, como óleo e proteína vegetal, até a ração animal e biocombustíveis. Países como Brasil, Estados Unidos e Argentina se destacam como os maiores produtores e exportadores, movimentando quantias expressivas no comércio internacional.

No entanto, as cotações da soja são suscetíveis a uma série de fatores. As condições climáticas, como secas ou chuvas excessivas, podem influenciar a oferta e causar volatilidade nos preços. Além disso, tensões comerciais entre grandes nações consumidoras podem impactar significativamente a demanda.


Fonte: Cepea


Postar um comentário

0 Comentários