Inscrições abertas para 8° Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia

Inscrições abertas para o 8° Concafé, que premiará os melhores cafés robustas produzidos de forma sustentável no Estado

Plantação de café


O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura – Seagri, está promovendo o 8º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia, conhecido como Concafé. O evento busca reconhecer, premiar e impulsionar a produção de cafés robustas de alta qualidade, produzidos com foco na sustentabilidade em todo o estado. O concurso oferece um total de R$ 264.019,20 em prêmios e as inscrições estão abertas a todos os produtores de café que atendam aos requisitos estabelecidos no regulamento.

As inscrições são gratuitas e permanecerão abertas até o dia 11 de agosto de 2023, podendo ser realizadas online, através do preenchimento de um formulário, ou pessoalmente nos escritórios da Entidade de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater, presentes nos 52 municípios de Rondônia. Para participar, os produtores devem enviar amostras de seus cafés, acompanhadas das informações necessárias e assinaturas do produtor e do técnico da Emater responsável pelo suporte à propriedade.

O Concafé é uma iniciativa que reflete o compromisso do estado em valorizar a produção local de café e estimular a busca por excelência nos processos de cultivo. Além disso, o concurso também visa conscientizar sobre a relevância da sustentabilidade na agricultura, reconhecendo e premiando os esforços dos produtores que se dedicam à preservação do meio ambiente e ao desenvolvimento social de suas comunidades.

Luiz Paulo, secretário da Seagri, ressalta a importância de produzir de forma consciente, preservando os recursos naturais e mantendo a qualidade do produto final. 

Os participantes concorrem a prêmios em diferentes categorias. Os vencedores do concurso serão premiados até o 4º lugar na categoria geral, além de receberem certificados de menção honrosa de sustentabilidade para as 7 regiões do estado que forem auditadas e alcançarem uma nota sensorial acima de 80 pontos. Também haverá premiações para os técnicos que inscreverem o maior número de produtores cujos cafés alcancem essa mesma pontuação.

A cerimônia de premiação está prevista para ocorrer em 7 de outubro de 2023, momento em que os melhores produtores e técnicos serão reconhecidos e aplaudidos por seus esforços na busca pela qualidade e sustentabilidade na produção de café em Rondônia.

O café é uma das principais culturas agrícolas do estado de Rondônia, com grande destaque para os robustas, que são conhecidos por sua resistência e qualidade de sabor. Ao promover o Concafé, o governo busca incentivar a competitividade do setor e impulsionar a presença do café de Rondônia tanto no mercado nacional quanto internacional.






Além disso, o concurso também contribui para o fortalecimento da cadeia produtiva do café no estado, incentivando a adoção de práticas sustentáveis de cultivo e produção. O apoio e reconhecimento governamental têm o potencial de atrair mais investimentos para o setor, beneficiando os produtores e suas comunidades, bem como contribuindo para a preservação do meio ambiente e a conservação dos recursos naturais.

O 8º Concafé representa uma oportunidade única para os produtores de café de Rondônia mostrarem o resultado de seu trabalho árduo e dedicado. A competição proporciona uma vitrine para que eles apresentem seus produtos ao mercado, permitindo que sejam avaliados e reconhecidos por sua excelência e compromisso com a sustentabilidade.

Em resumo, o concurso destaca-se como um importante evento para a promoção da qualidade do café e o estímulo à produção sustentável em Rondônia. Ao valorizar os produtores e técnicos, que trabalham incansavelmente para oferecer cafés de alta qualidade, o governo contribui para o crescimento da economia local e para a conservação do meio ambiente, consolidando o estado como um grande produtor de café robusta do Brasil. Com o Concafé, Rondônia reafirma seu compromisso com a qualidade, a sustentabilidade e a valorização dos produtores rurais que fazem do café uma cultura tão especial e relevante para o estado.

Postar um comentário

0 Comentários