Dia Internacional contra o Desperdício de Alimentos é nesta sexta-feira (29)

Dia Internacional contra o Desperdício de Alimentos destaca ações do Ministério da Agricultura e recursos genéticos para reduzir perdas alimentares.

Imagem de uma salada verde com folhas de espinafre, alface-de-folhas, manjericão e agrião, acompanhada de frutas e vegetais.
Imagem de Silvia por Pixabay


Hoje, 29 de setembro, celebra-se o Dia Internacional de Conscientização sobre a Perda e o Desperdício de Alimentos, uma data de relevância global que busca sensibilizar a população para questões cruciais relacionadas à alimentação, desperdício e fome.


Origens da Data

O Dia Internacional de Conscientização sobre a Perda e o Desperdício de Alimentos foi estabelecido em 2019 pelo Escritório Regional da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). A sua criação reflete a crescente preocupação das organizações mundiais com a necessidade de promover a conscientização sobre o desperdício de alimentos em todo o mundo.


Compromisso do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa)

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) do Brasil tem como objetivo principal a redução do desperdício de alimentos em todas as etapas da cadeia alimentar. Suas ações e programas abrangem desde a produção agrícola até o momento em que os alimentos chegam aos consumidores.


Recursos Genéticos e sua Importância

Uma das abordagens adotadas pelo Mapa é a utilização de recursos genéticos, que desempenham um papel fundamental na redução das perdas pós-colheita. Esses recursos incluem uma variedade de material genético vegetal e animal, que pode ser empregado para desenvolver novas variedades de culturas e raças de gado.

O desenvolvimento de culturas mais resistentes a doenças e adaptadas a diferentes condições ambientais contribui para minimizar as perdas de culturas e aprimorar a eficiência geral da produção de alimentos.


Boas Práticas Agrícolas e Segurança Alimentar

Outra estratégia eficaz na redução do desperdício de alimentos é a adoção das Boas Práticas Agrícolas, estabelecidas por meio da Portaria Mapa Nº 337/2021. Essas práticas consistem em princípios, normas e recomendações técnicas aplicadas em todas as fases da produção, processamento e transporte de produtos vegetais, visando garantir a oferta de alimentos seguros.


Plano Brasil Sem Fome: Uma Abordagem Integral

O Plano Brasil Sem Fome, elaborado pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), é uma iniciativa do governo federal que aborda diversas questões importantes. Este plano se concentra em três eixos principais:

1. Acesso à Renda, Redução da Pobreza e Promoção da Cidadania

2. Alimentação Adequada e Saudável, da Produção ao Consumo

3. Mobilização para o Combate à Fome

Dentro desse plano, uma das medidas cruciais é a redução do desperdício de alimentos. O Ministério da Agricultura e Pecuária desempenha um papel fundamental na implementação dessas ações. Algumas das iniciativas e metas do Ministério incluem a criação de estratégias interdisciplinares para diminuir as perdas de alimentos no Brasil e o desenvolvimento de tecnologias e produtos voltados para a produção orgânica, agroecológica e da sociobiodiversidade.


O Dia Internacional contra o Desperdício de Alimentos nos lembra da importância de ações concretas para combater o desperdício de alimentos em todas as etapas da cadeia alimentar. O Brasil, por meio do Ministério da Agricultura e Pecuária, está empenhado em adotar medidas que promovam uma produção mais eficiente e reduzam as perdas, contribuindo assim para a segurança alimentar e o combate à fome.


por Amanhecer Agrícola
Fonte: Mapa

Postar um comentário

0 Comentários