Queijos Artesanais Brasileiros se destacam no cenário internacional durante o Dia Mundial do Queijo

Queijos artesanais brasileiros brilham no World Cheese Awards; conquistam medalhas e destacam-se internacionalmente

Queijos artesanais

No Dia Mundial do Queijo, celebrado neste sábado (20), a produção de queijos artesanais brasileiros ganhou destaque mundial, conquistando diversas medalhas no renomado World Cheese Awards, conhecido como o Oscar do Queijo. A 35ª edição do concurso, realizada em outubro de 2023 em Trondheim, na Noruega, contou com a participação de mais de 4.502 queijos de 43 países, e 23 queijos brasileiros subiram ao pódio.

O Brasil conquistou uma medalha Super Ouro, três medalhas de Ouro, oito de Prata e 11 de Bronze, mostrando a diversidade e qualidade dos queijos produzidos no país. Essa conquista ressalta a importância do setor na economia brasileira e destaca a habilidade dos produtores em criar queijos que se destacam em uma competição global.

Outro evento de destaque é o Mundial do Queijo do Brasil, que terá sua 3ª edição entre os dias 11 e 14 de abril em São Paulo. Com mais de 100 produtores de diversos países, o evento promete ser um marco para a indústria queijeira nacional, reunindo mais de dois mil queijos e derivados do leite. O concurso também incluirá o 3º Concurso de Queijos e Produtos Lácteos.

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) desempenha um papel fundamental na garantia da segurança alimentar, realizando fiscalizações nos alimentos participantes desses concursos. A Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) atua nas fronteiras e aeroportos para produtos importados, garantindo o cumprimento dos requisitos de saúde pública.

Caio Augusto, chefe substituto de Produtos Importados do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), destaca a simplificação dos procedimentos para a participação de queijos estrangeiros nos eventos. "Foi elaborado um procedimento simplificado, onde foi dispensada a necessidade de autorização prévia de importação, cabendo somente a fiscalização dos produtos pelo Vigiagro, verificando o cumprimento dos requisitos de saúde pública previstos no Certificado Sanitário", afirmou.

Além disso, o Mapa incentiva e reconhece a produção artesanal de queijos por meio dos Selos Arte e Selo Queijo Artesanal, regulamentados pela Lei nº 13.680/2018, promulgação da Lei nº 13.860/2019 e portaria nº 531/2022. Estes selos asseguram que os produtos foram produzidos de forma artesanal, respeitando receitas e processos tradicionais, e adotando Boas Práticas Agropecuárias e de Fabricação.

Desde 2018, 240 tipos de queijos receberam o Selo Arte, e desde 2019, foram concedidos 235 Selos Queijo Artesanal. Atualmente, 125 estabelecimentos possuem o Selo Queijo Artesanal, o que permite a comercialização em todo o território brasileiro, simplificando o registro para a comercialização. Este reconhecimento destaca a valorização territorial, a produção artesanal diferenciada e a caracterização singular dos queijos brasileiros.

O coordenador de Cooperativismo, Associativismo Rural e Agregação de Valor, Nelson de Andrade, destaca o impacto positivo desses selos na indústria queijeira brasileira, promovendo a identificação e reconhecimento dos produtos por meio do selo único.

Reportagem por Amanhecer Agrícola
Fonte: Mapa
Foto: Divulgação/Mapa

Postar um comentário

0 Comentários