Setor Sucroalcooleiro Surpreende nas Exportações do Agro Paulista

Setor sucroalcooleiro paulista lidera exportações do agronegócio com crescimento notável, impulsionado por açúcar e etanol, segundo dados do IEA-APTA.

Colhendo cana-de-açúcar.
Imagem de Kathryn Bowman por Pixabay


O setor sucroalcooleiro do estado de São Paulo vem se destacando como protagonista nas exportações do agronegócio local, com números impressionantes que revelam um crescimento notável no segmento. Os dados, provenientes do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, mostram uma série de indicadores positivos referentes aos oito primeiros meses deste ano, consolidando o setor como um dos principais motores da economia paulista.


Alta Expressiva em Participação nas Exportações

A análise aponta que o setor sucroalcooleiro contribuiu com uma fatia significativa das exportações do agronegócio paulista, atingindo 34,1% de participação. Isso representa um aumento de 25,9% em termos de valores e um crescimento de 6,6% em volume nas vendas externas em comparação com o mesmo período do ano anterior.


Açúcar Impulsiona o Crescimento

Um fator crucial para esse crescimento foi a notável alta nas exportações de açúcar, que registrou um aumento de 30,1% em valores e 6,3% em volume. Essa performance excepcional foi ainda mais ressaltada pela valorização de 21,9% no preço médio do açúcar durante o período analisado.


Álcool (Etanol) Também Contribui para o Sucesso

Além do açúcar, o álcool (etanol) também desempenhou um papel significativo nesse cenário positivo. As exportações de etanol mostraram elevações de 11,2% em volume e 2,5% em valores, contribuindo para o desempenho geral do setor.


Dados Consolidados das Exportações Sucroalcooleiras

O complexo sucroalcooleiro do estado de São Paulo totalizou impressionantes US$ 6,09 bilhões em exportações durante o período analisado. O açúcar representou a maioria esmagadora dessas exportações, com uma fatia impressionante de 87,5%, enquanto o etanol ficou com os restantes 12,5%.


Outros Setores em Destaque e Queda

Além do complexo sucroalcooleiro, outros setores também tiveram destaque nas exportações. Os sucos apresentaram um aumento de 16,4%, enquanto os produtos florestais registraram um crescimento de 1,0%. Por outro lado, houve quedas notáveis nos setores de carnes (-25,8%), café (-10,0%) e soja (-3,6%).


Distribuição das Exportações por Valor

Em termos de valores, o grupo da soja ficou em segundo lugar, com exportações totalizando US$ 3 bilhões, sendo a soja em grão a principal contribuinte, com 84,5% de participação. Em seguida, temos o setor de carnes, com US$ 2,01 bilhões, sendo a carne bovina responsável por 80,9% desse montante. Produtos florestais alcançaram US$ 1,78 bilhão, com 50,5% representados por celulose e 41,5% por papel. Os sucos também se destacaram, totalizando US$ 1,33 bilhão, sendo 97,4% relacionados ao suco de laranja.


Esses números reforçam a importância do setor sucroalcooleiro como um pilar fundamental nas exportações do agronegócio paulista. Além disso, destacam-se outros setores em crescimento, enquanto alguns enfrentam desafios. Esses dados fornecem uma visão abrangente do cenário atual das exportações no estado de São Paulo, evidenciando a diversificação e a resiliência do setor agrícola paulista.


Fonte de informações: Secretaria de Agricultura e Abastecimento SP

Postar um comentário

0 Comentários